17.11.06

Uma Prosa Por Dia:XVII

(...)

.... - Todo o mundo não é mais que uma galeria de espelhos que reflectem distâncias...
.... - É isso. Você compreendeu também. Todo o mundo é pouco para um homem; é apenas o espaço para sonhar. Um homem estende-se sobre a terra, e tem aquela sensação duma criança já grande demais, dentro dum armário. Mas isso basta-lhe: - o mundo inteiro ou o armário tem espaço suficiente para sonhar. Depois, há a esperança. Um dia, talvez acordemos para uma realidade sem absurdos, para uma história sem névoas, para uma certeza tão intensa que nos há-de varar a inteligência como uma lança, e deixar nela uma cavidade seca. Um dia, diremos: «Como é simples!».
(...)
Agustina Bessa-Luís, «Espaço para Sonhar», Contos Impopulares